• tags

  • vídeo

  • Surgido nos anos 1960, o vídeo possibilitou a captação e exibição de som e imagem em movimento, gravada de um modo maleável à manipulação artística. Alguns nomes considerados referência em sua experimentação são Nam June Paik, Bill Viola, Bruce Nauman e Chantal Akerman. A exploração da técnica gerou vertentes como a vídeo-arte, vídeo-instalação, vídeo-performance, vídeo-poesia etc. Hoje, a presença intensa do audiovisual na sociedade oferece novas possibilidades para projetos em vídeo.


  • Casa Triângulo

  • Nino Cais – Ópera do Vento

  • Galeria Jaqueline Martins

  • Letícia Parente – Eu Armário de Mim

  • Athena Contemporânea

  • Joana Cesar – A Ponte (onde ele disse que eu não posso ir)

  • Instituto Tomie Ohtake

  • Yoko Ono – O Céu Ainda é Azul, Você Sabe…

  • Galpão VB

  • Nada Levarei Quando Morrer, Aqueles Que Me Devem Cobrarei No Inferno

  • Sesc Vila Mariana

  • Meus Caros Amigos – Augusto Boal – Cartas do Exílio

  • Sesc Pompeia

  • Guilherme Vaz – Uma Fração do Infinito

  • MAC USP

  • Fyodor Pavlov-Andreevich – Monumentos Temporários

  • Estação Pinacoteca

  • Metrópole: Experiência Paulistana

  • Itaú Cultural

  • Coleções Brasiliana e Numismática